Mídias Sociais Drywall
Sistemas Drywall: forros, paredes, revestimentos, mobiliário Paredes Paredes Forros Revestimentos Mobiliários
Acadêmico Consumidor Imobiliário Profissional

Imprensa

Associação Drywall chega aos 18 anos ampliando suas ações

04/06/2018

O uso correto da tecnologia drywall no Brasil, hoje aplicada nos mais variados tipos de edificação em todas as regiões do País e ainda com amplo potencial de crescimento, resulta em grande parte do trabalho desenvolvido desde 2000 pela Associação Drywall, que reúne os fabricantes desse setor. Suas realizações, nesse período, incluem normas técnicas, ensaios de campo e laboratório, ações institucionais junto a órgãos públicos, amplo programa de palestras e cursos, produção de manuais técnicos, guias práticos, vídeos e manutenção de um site em constante atualização. Em paralelo a essas ações e em consonância com os avanços da era da informação, está ingressando em uma nova fase, na qual a utilização dos canais de comunicação digital ganha maior ênfase.

A Associação Brasileira do Drywall foi fundada em junho de 2000 com a missão de disseminar essa tecnologia construtiva em todos os segmentos da cadeia de negócios da construção civil, levando conhecimento técnico a incorporadores, construtores, engenheiros, arquitetos, designers de interiores, professores e estudantes de cursos superiores e técnicos dessas áreas, prestadores de serviços de montagem, manutenção e reparos, corretores de imóveis, órgãos públicos e, para completar, proprietários, moradores e usuários de imóveis, além de síndicos e administradores de condomínios. Adicionalmente, estabeleceu parcerias com outras entidades de classe ligadas à construção civil, para que também disponham de informações para cumprir as normas que regem o projeto e a execução de obras com essa tecnologia.

A Associação reúne os principais fabricantes do setor, incluindo as três empresas multinacionais que instalaram fábricas no País e passaram a fornecer o sistema drywall em sua versão moderna – a belga Gypsum Drywall, do Grupo Etex; a alemã Knauf; e a francesa Placo, do Grupo Saint-Gobain – além dos maiores fabricantes de perfis estruturais de aço galvanizado do País: Ananda, Barbieri e Multiperfil.

Nesses 18 anos de atividades, a Associação contabiliza importantes realizações, em oito frentes principais: elaboração de normas técnicas; ensaios de componentes e do sistema; programa de qualidade; combate à não conformidade às normas; produção de material informativo impresso, em vídeo e digital; regulamentação ambiental; eventos técnicos; e cursos e palestras. Cada uma dessas frentes é brevemente explicada a seguir.

Normas técnicas

Uma das primeiras ações da Associação foi dar continuidade ao esforço iniciado pelas empresas fabricantes de criar uma base normativa para os componentes do sistema drywall, a começar pelas chapas de gesso e pelos perfis estruturais de aço galvanizado. Como resultado, as duas normas, contendo os requisitos e os métodos de ensaio desses componentes, foram concluídas e publicadas pouco depois. Foi um avanço. Porém, desde 2000 estava em discussão a Norma de Desempenho, com a participação direta da Associação em sua elaboração, e que seria efetivamente publicada em 2013. Por isso, começou-se a trabalhar, em paralelo, na elaboração de normas que cobrissem todo o sistema drywall e não apenas seus componentes. Assim, em 2009 foi publicada a norma ABNT NBR 15.758, “Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos de montagem”, dividida em três partes, definindo os requisitos para sistemas usados, respectivamente, como parede, forro e revestimento.
Um novo e importante avanço foi conquistado pela Associação em 2015, quando foi criado na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) o Comitê Brasileiro de Drywall 217 (CB 217), para tratar exclusivamente dos sistemas drywall. Coordenado pela Associação Drywall, o CB 217 já concluiu a revisão da norma para perfis estruturais de aço galvanizado e mantém seis comissões de estudo, trabalhando na elaboração de normas sobre terminologia para drywall e isolantes para o sistema, bem como na revisão de normas já existentes para chapas de gesso, projeto, montagem e manutenção dos sistemas drywall, componentes para fixação de cargas e juntas para drywall (neste caso, também consolidando as normas existentes para massas e fitas).

Regulamentação ambiental

Em 2002, portanto dois anos após a fundação da Associação, o Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), baixou a sua Resolução no 307, estabelecendo diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos gerados pela construção civil. Nesse documento legal, o gesso, principal matéria-prima das chapas para drywall, por sua vez o mais importante componente do sistema, era classificado como material para o qual não havia tecnologia disponível para seu reaproveitamento (classe C). Tratava-se de um equívoco, que causava insegurança no mercado da construção, receoso de que o uso do drywall pudesse causar dificuldades na gestão de seus resíduos. Em 2011, a equipe da Associação, com base em estudos detalhados desenvolvidos por sua Comissão Técnica, conseguiu corrigir esse equívoco junto ao Conama, que nesse ano publicou sua Resolução no 431, na qual o gesso passou a figurar na classe B, que engloba “os resíduos recicláveis para outras destinações, tais como: plásticos, papel, papelão, metais, vidros, madeiras e gesso”.


Informação atualizada

No conjunto das ações iniciais empreendidas pela Associação, também teve destaque a elaboração de duas publicações: o Manual de Projeto e o Manual de Montagem de Sistemas Drywall, inicialmente produzidos em parceria com a Editora PINI. Na sequência, foram elaborados guias práticos abordando temas específicos, a saber: “Desempenho Acústico em Sistemas Drywall”, “Pintura em Sistemas Drywall – o que é preciso saber”, “Resíduos de Gesso na Construção Civil – Coleta, armazenagem e reciclagem” e “Resistência Mecânica e Fixação de Objetos em Paredes Drywall”. E está em fase final de elaboração, para publicação ainda neste ano, um guia similar relativo ao comportamento ao fogo dos sistemas drywall, elaborado com o apoio do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.
Também foram produzidos vídeos sobre os sistemas, dirigidos especialmente aos consumidores finais, para que conheçam toda a versatilidade do drywall.

Todo o material informativo citado pode ser consultado e baixado por meio do site na internet que a Associação mantém desde sua fundação e que vem sendo atualizado constantemente. No momento, o site passa por uma ampla reformulação visual, no conteúdo e na arquitetura de dados, para atender com mais agilidade às demandas do grande número de visitantes que recebe diariamente. Essa nova versão será colocada no ar no início do segundo semestre.

Programa Setorial da Qualidade

Em 2007, foi criado o Programa Setorial da Qualidade do Drywall (PSQ-Drywall), para verificação sistemática e periódica da qualidade dos componentes e acessórios utilizados na montagem dos sistemas à base dessa tecnologia. O PSQ está subordinado ao Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Hábitat (PBQP-H), do Ministério das Cidades, que é o principal instrumento de qualificação de materiais e sistemas construtivos utilizados no País.
Com o PSQ, a Associação passou a oferecer a incorporadores e construtores, assim como aos consumidores finais, um instrumento para que utilizem em suas obras, na montagem de sistemas drywall, apenas componentes de acordo com as normas técnicas brasileiras - desse modo, preenchendo os requisitos necessários para o correto desempenho de paredes, forros e revestimento e sua segurança.
Para oferecer a todos os interessados informações mais detalhadas sobre o PSQ e, particularmente, sobre o componentes que estão de acordo com as normas (bem como aqueles que foram reprovados nos ensaios periódicos), a Associação criou o site - www.qualidadedrywall.com.br

Combate à não conformidade

Após a criação do PSQ, a Associação lançou um programa de esclarecimento e conscientização dirigido ao mercado da construção civil, alertando para o fato de que a produção, a comercialização, a especificação e o uso de componentes em desacordo com os requisitos das normas, além de prejudicar o desempenho dos sistemas e colocar em risco sua segurança, constitui crime, sujeito às sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor.
Em paralelo, o Ministério Público, atento às possíveis infrações às normas, passou a agir contra as empresas faltosas, protegendo desse modo não só o consumidor, mas igualmente os investimentos das organizações que têm atuado em total conformidade com os preceitos normativos.

Ensaios de campo e de laboratório
Como base para as normas técnicas, os manuais técnicos, os guias práticos e, em especial, o PSQ-Drywall, a Associação tem coordenado uma série de ensaios técnicos com o sistema e seus componentes.
Merece destaque, nessa série de avaliações, o conjunto de ensaios realizados para verificação do atendimento às exigências da Norma de Desempenho ABNT NBR 15.575. Nesse sentido, foram realizados ensaios de resistência mecânica, resistência ao fogo, estanqueidade à água e isolamento acústico.
Após esses ensaios, ficou comprovado que os sistemas drywall podem ser configurados com facilidade para que atendam a todos os requisitos da norma, inclusive no que diz respeito à adequação ambiental, sendo até o momento a única tecnologia construtiva em uso no País que cumpre integralmente essas exigências, com destaque para a facilidade com que podem ser especificados paredes, forros e revestimentos com alto desempenho acústico.

Cursos e palestras

A disseminação do conhecimento relativo ao drywall vem sendo feita, desde a fundação da Associação, por meio de cursos e palestras.

Cursos - o principal curso é dirigido a engenheiros, arquitetos e designers de interiores, e tem foco na técnica de projetar sistemas drywall. Tem duração de seis horas, limitado a 16 alunos e prático, baseado em exemplos reais, de modo que os profissionais participantes tenham condições de aplicar imediatamente o conhecimento adquirido. Adicionalmente, a Associação também criou um curso especial sobre gestão de obras com sistemas drywall, ministrado para equipes de construtoras e incorporadoras, proporcionando-lhes uma visão abrangente do sistema e de tudo o que é necessário para a sua correta especificação e montagem nas obras. Finalmente, a Associação também deu uma série de treinamentos práticos para profissionais que atuam nas áreas de manutenção e reparos de instalações elétricas, de telecomunicações, hidráulicas e de marcenaria, entre outras, em sistemas drywall.

Pós-graduação - a Associação coordenou o primeiro curso de pós-graduação sobre sistemas leves de construção industrializada (drywall, light steel frame, wood frame e chapas cimentícias) realizado no Brasil. O curso, iniciado em agosto de 2016 e concluído em abril de 2018, foi ministrado na Universidade de Franca (Unifran), no interior paulista, com duração de 18 meses letivos, divididos em quatro módulos e foi concluído por 11 alunos, todos arquitetos.

Palestras - nesta área têm destaque dois programas tradicionais da Associação, um voltado para corretores de imóveis, outro dirigido a arquitetos e designers de interiores. O primeiro, denominado “Saber é Vender”, deu continuidade ao programa originalmente criado para levar informações técnicas aos corretores de imóveis e passou a incorporar uma palestra, a cargo de um consultor especializado em marketing, sobre técnicas de vendas e atendimento ao cliente. Desde 2007, quando foi instituído, esse programa já atingiu mais de 10 mil profissionais das principais empresas imobiliárias de todo o Brasil e é complementado com uma newsletter digital mensal enviada a todos os participantes por e-mail, com informações sobre drywall e dicas para tornar as vendas de imóveis mais efetivas. O segundo programa, denominado “Saber é Crescer”, foi instituído há cinco anos e proporciona aos profissionais da área de projeto, por meio de uma palestra técnica, uma visão das possibilidades estéticas e funcionais oferecidas pelo sistema drywall. Cada evento, que tem reunido de 100 a 200 participantes nas principais capitais do País, é complementado com uma palestra, igualmente a cargo de um especialista em marketing, sobre gestão de escritórios de arquitetura e design e suas relações comerciais com os clientes.

Eventos técnicos
A Associação Drywall tem participado, desde sua fundação, de diferentes eventos técnicos (feiras, congressos e seminários), individualmente e em parceria com outras entidades particulares ou públicas, igualmente com o objetivo de disseminar conhecimento e esclarecer dúvidas sobre os sistemas drywall.
Dentre esses eventos, destacam-se a Feicon, principal feira da construção civil brasileira; o Construbusiness, organizado pela FIESP, por meio do Departamento da Indústria da Construção (Deconcic), no qual a Associação tem assento; os encontros realizados sob coordenação da ABDI - Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, que tem comandado o processo de industrialização da construção civil brasileira.

Assessoria de Imprensa Drywall
Rua Julio Diniz, 56 cjto 41 - Vila Olimpia
04547-090 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3842-2433
email: imprensa@drywall.org.br

28/04/2018   Concluída revisão da norma técnica para perfis estruturais
27/04/2018   Curso de projeto de drywall será ministrado em Joinville
29/03/2018   PSQ Drywall protege o mercado contra produtos fora das normas

ver todos