Mídias Sociais Drywall
Sistemas Drywall: forros, paredes, revestimentos, mobiliário Paredes Paredes Forros Revestimentos Mobiliários
Acadêmico Consumidor Imobiliário Profissional

Consumidor

Dicas

Quando os reforços internos são necessários em paredes drywall?

A fixação em paredes drywall de objetos mais pesados ou que receberão esforços maiores não deve ser feita diretamente nas chapas para drywall ou mesmo nos perfis internos às paredes. Para que haja segurança na fixação, deve haver reforços internos nas paredes, fixados nos perfis estruturais, que “transmitem” a carga para o piso.

A fixação em paredes drywall de objetos mais pesados ou que receberão esforços maiores, como bancadas de pias, ganchos ou armadores de redes de dormir, armários de cozinha, televisores de grandes dimensões e prateleiras para livros, por exemplo, não deve ser feita diretamente nas chapas para drywall ou mesmo nos perfis internos às paredes. Para que haja segurança na fixação, deve haver reforços internos nas paredes – que podem ser de madeira certificada com espessura mínima de 18 mm ou de aço galvanizado com espessura de 0,95 mm – os quais devem ser fixados nos perfis estruturais para que a carga seja transmitida para o piso.

O ideal é que a instalação desses reforços internos seja feita na fase de montagem. E as construtoras em geral já entregam apartamentos com esses reforços instalados nas áreas em que normalmente são colocados armários, como cozinhas e copas. Porém, há casos em que uma parede na qual não se previa a fixação de uma carga mais pesada venha a apresentar essa exigência. Nesse caso, será necessário fazer uma abertura na parede, utilizando-se um serrote de ponta, para colocação do reforço, que sempre deve ser parafusado em dois perfis estruturais verticais (montantes) vizinhos.

Dica: ao se fazer o recorte na parede, o pedaço retirado deve ser conservado, para ser utilizado no fechamento da abertura, após a colocação do reforço. Esse fechamento é feito com auxílio de dois segmentos de perfil de aço galvanizado parafusados na chapa da parede, nos quais, por sua vez, é parafusado o pedaço recortado. Em seguida são tratados os pontos de colocação dos parafusos e as juntas em todo o perímetro da abertura, utilizando-se massa específica para esse fim e não gesso, pois este, ao secar, pode apresentar trincas.

ver todos