Sistemas Drywall: forros, paredes, revestimentos, mobiliário Paredes Paredes Forros Revestimentos Mobiliários
Acadêmico Consumidor Imobiliário Profissional

Dicas

Dicas

Drywall tem desempenho superior em acústica e resistência ao fogo

Os sistemas drywall, utilizados em paredes internas, forros e revestimentos internos apresentam desempenho acústico e frente ao fogo superior ao da alvenaria convencional. Paredes simples, ou seja, com menos de 100 mm de espessura (uma chapa de 12,5 mm fixada de cada lado de uma estrutura de perfis de 48 mm) e montadas com chapas standard resistem a 30 minutos de fogo; se forem montadas com chapas resistentes ao fogo, essa resistência chega a 45 minutos. Utilizando-se número maior de chapas no forro ou de cada lado da parede, esses números se elevam, atendendo assim às mais rigorosas exigência do Corpo de Bombeiros de cada localidade.

Já, no que diz respeito ao desempenho acústico, essas mesmas paredes simples apresentam isolamento de 34 a 36 decibéis (equivalente ao de uma parede de alvenaria de meio tijolo), valor que sobe para 42 a 44 decibéis quando se utiliza lã mineral em seu interior. Esses são os desempenhos mínimos obtidos com os sistema drywall. À medida que se utilizam perfis com maior espessura, número de maior de chapas de cada lado e lã mineral em seu interior, cresce o isolamento sonoro, que pode atingir índices bastante elevados. É isso que tem permitido que, com um mínimo de perda de espaço, seja possível transformar um dormitório de um apartamento em uma sala de som e home theater, sem que isso cause incômodo aos vizinhos.

“A grande vantagem dos sistemas drywall”, acentua Mario Castro, presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall, “é que as paredes, os forros e os revestimentos podem ser parametrizados de acordo com as necessidades de cada ambiente, obtendo-se variações sensíveis de comportamento com pequenas modificações em sua configuração”.

ver todos